Inclusão da língua italiana nas escolas públicas?


bandiera italiana

A possibilidade de inclusão da língua italiana, como alternativa de idioma estrangeiro, na grade escolar das escolas públicas municipais , começando inicialmente pelas escolas de ensino integral e posteriormente abrangendo toda a rede do município. Vale a pena ressaltar que mais de 95% da população de Jundiaí tem sobrenome de origem italiana. Sobre este e outros temas, o senador Fausto Longo falou com o prefeito de Jundiaí, Pedro Bigardi, o secretário de cultura, Tercio Marinho, o presidente da Câmara Municipal, Marcelo Gastaldo, o diretor presidente da Escola de Governo, Marcelo Lo Monaco e o presidente do Circolo Italiano de Jundiaí, José Luiz Scarano.

 

Durante o encontro forma tartados outros temas, como:

  • A criação de um “Centro de formação de professores” especializado na língua italiana que possa atender às necessidades da região. Poderia ser estudada uma parceria com uma universidade italiana para apoio, intercâmbio e treinamento de profissionais.
  • Parceria com a cidade de Padova visto quejá existe um processo em andamento para que Jundiaí e Padova possam tornar-se cidades irmãs. Discutiu-se que essa “irmandade” seja algo real, não limitando-se à troca de presentes e lembranças, mas efetivando uma eficazcooperação  de cunho comercial, abrindo espaço no mercado de cada país.
  • Criação de uma “Região demarcada da vitivinicultura do Estado de São Paulo. Como é notório, Jundiaí é famosa por sua Festa da Uva e pela Expo Vinhos, realizadas anualmente, com grande sucesso de público e expositores. A “região demarcada” uniria vários municípios (Vinhedo, Louveira, São Roque…) com um único objetivo: transformar a região em um polo enograstronômico, gerar novas alternativas de emprego, propiciar a instalação de novas indústrias, incentivar a economia e a sustentabilidade dos municípios. Poucos sabem  mas, na cadeia reprodutiva da uva, quase nada é desperdiçado: além de vinho e sucos, com o bagaço se faz a grappa; a casca ajuda no combate ao colesterol e suas sementes (das quais se extrai óleo e se faz farinha) são preciosas para as indústrias farmacêuticas e cosméticas por suas propriedades terapêuticas e rejuvenescedoras.

					
Advertisements
Categories: Burocrazia, San Paolo e dintorniTags: ,

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: